Viagens

Carnaval em Aracaju – SE

Conhecer Aracaju foi uma daquelas agradáveis surpresas! Geralmente começo a planejar a viagem com 2, 3 meses de antecedência, o que não ocorreu desta vez. Em janeiro, meu cachorro começou a ter complicações decorrentes da síndrome da cauda equina, descoberta em dezembro e eu não tinha tempo para nada e não pensava em nada, há não ser cuidar dele para pleno restabelecimento. Investi tudo o que pude e infelizmente no final de janeiro ele faleceu.

Passado o momento de luto e as mídias divulgando a chegada do Carnaval, bateu o sentimento de fugir do Rio. Odeio a sensação de que está todo mundo viajando, se divertindo, menos eu! Vocês também sentem isso? E nós (Eu e Paulo) merecíamos isso… Janeiro foi muito pesado.

Lá fui eu para o Google Flight, pesquisar e rastrear as passagens aéreas. Pensei em Curitiba, Brasília (Chapada dos Veadeiros) e Aracaju. A ideia era fugir do carnaval. E no dia 16 de fevereiro, 4 dias antes da viagem, comprei as passagens para Aracaju.

Pensei até que ficaria entediada, que sobraria tempo. Ledo engano, faltou tempo pra fazer muita coisa! Aracaju é linda e pacata. Exatamente do jeito que eu gosto!!!

Ficamos hospedados no Hotel Algas Marinhas, em frente à Praia de Atalaia. É um hotel 3 estrelas e com ótima localização. O café da manhã era bom. Havia uma grande variedade de sucos, mas senti falta de uma tapioca ou omelete preparados na hora, de uma bananinha in natura (havia cozida).

Por lá mesmo fechamos nosso roteiro de passeios com a Real Turismo (Cânion do Xingó, 3×1 Lagoa dos tambaquis – Praia do Saco – Mangue Seco e por último a dobradinha Ilha dos Namorados x Croa do Goré). Não há muito o que pesquisar, já que os preços costumam ser tabelados. O que difere é uma cortesia ou outra. Por falar em cortesia, ganhamos ida e volta até o Mercado Municipal de Aracaju.

Mas quem disse que ficamos só no mercado? depois das compras, caminhamos pela Av. Rio Branco, passamos pela Ponte do Imperador D. Pedro II, que fica localizado às margens do Rio Sergipe, até o Largo da Gente Sergipana, com as polêmicas esculturas que custaram mais de 7 milhões de Reais.

Em seguida, atravessamos a Avenida e logo à frente estava o Museu da Gente Sergipana. Com entrada gratuita! imperdível! retratando o dialeto e a cultura Sergipana. Que museu legal gente!

No final do passeio, solicitamos um Uber e fomos até o Shopping RioMar almoçar. Por falar em Uber, o pessoal utiliza muito o 99 por lá e o valor é um pouco mais em conta.

Registrei alguns momentos no vídeo. Confere só!

Se a sua intenção é fugir do Carnaval, Aracaju é o destino perfeito!

Daniele

Facebook | Insta Blog | Insta Dani | YouTube | Twitter | Comente!

O que achou do post?

Comente pelo Facebook!

comentários

Mas pode chamar de Dani! Carioca, cinéfila, estudante de Geografia, ama estar em contato com a natureza, realizar passeios e viajar. Adepta de fazer listinhas pra tudo! Não abre mão de uma velha agenda e uma boa aventura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *