O que fazer em Morro de São Paulo? (Parte 2)

Olá!

Ir ao Morro de São Paulo e não fazer certos passeios, é como não ter visitado a Ilha!

Abaixo, mais algumas dicas para curtir muito a viagem!

Dar a volta na Ilha, de lancha

Posso dizer?!? dá medo, mas vai com medo mesmo!

Tinha um bebê com menos de uma ano na lancha! uma ventania, a lancha parecia que ia levantar voo! E a mãe e o neném estavam lá… tranquilos!

Visitamos a piscina natural de Garapuá. No roteiro também estava incluído a piscina natural de Moreré, mas, com maré cheia, não foi possível.

A pessoa não sabe nadar, aí precisa ficar a mercê de “espaguete de espuma” vergonhoso… rs!

 

Também visitamos Boipeba. Que preguiça fiquei em sair de lá…

 

Em seguida, Canavieiras e a Cia das Ostras, onde é possível observar o cultivo de Ostras, além de poder saboreá-las.

Última parada do passeio de lancha… Cidadezinha histórica de Cairu.

O nosso guia foi um menino, morador da região. Muito esperto, com sua fala decorada!

 

Praia da Argila e Praia da Gamboa

Para chegar até elas, é necessário fazer uma pequena trilha pelo mar. Aconselho ir devagar pois há muitas pedras e risco de topadas. Segundo populares, a argila é ótima para a pele! Eu gostei! Se não fizer bem, mal também não faz né?!?

Dá até para pegar um barco e ir direto para a praia da Gamboa… mas olha um dos cenário lindos que você perde!

A praia da Gamboa é silenciosa e ótima para relaxar!

E ainda tem um videozinho mostrando como é a trilha!

Praticar SUP na 2ª praia

Apesar de estar com a prancha do lado contrário, eu dei umas remadas do lado certo tá gente?!?  Já era hora de entregar as pranchas, subi rapidinho para uma foto e na pressa, subi do lado errado. Depois que fotografaram que eu vi!

Várias remadas até o anoitecer! espetacular…

Esse é o final da Série Morro de São Paulo.

Gostaram das dicas?!? Espero que seja de grande valia!

Até a próxima!!!

Daniele

Facebook | Instagram | YouTube | Twitter | Comente!

 

O que achou do post?

Tchau 2014!

   Era pra ter feito esse post no último dia de 2014, mas eu sempre deixo tudo pra cima da hora. Como viajei, não consegui escrever.

Não poderia deixar de falar deste, que mesmo havendo momentos ruins, considerei um ano bom. Deixou um saldo positivo e muitas aprendizagens.

Separei 12 fotos que marcaram 2014. Cada qual, retratando um mês. Uma simples retrospectiva.

Obs: Para ler a legenda, basta passar o mouse sobre a imagem. ;)

JANEIRO: Minha virada do ano foi na Pedra Bonita! Ver os fogos lá do alto, dormir na pedra e acordar vendo o sol nascer, foi uma das experiências mais incríveis que já vivenciei!

 

FEVEREIRO: Carnaval na creche!!! Sentirei saudades dessa ótima turminha!!!

 

MARÇO: Conheci o Arraial do Sana em Macaé. Foi um carnaval bucólico e zen.

 

ABRIL: Risquei um item da minha listinha 101 coisas em 1001 dias! Pratiquei SUP ou melhor dizendo, Stand up Paddle.

 

MAIO: Visitei a exposição Buddy Bears, na orla da praia do Leme.

 

JUNHO: Fui para Foz do Iguaçu! Conheci as Cataratas, fiz compras no Paraguai, fiz passeio pela Argentina. Foi muito legal! Ainda quero escrever sobre essa minha viagem.

 

JULHO: Arraiá da amizade… Pela primeira vez fui a caráter em Festa Julina! Mega divertido!

 

AGOSTO: Conheci a Terra da garoa. Nessa foto eu estava na Liberdade, fazendo comprinhas. Outra viagem que ainda quero escrever.

 

SETEMBRO: Passei um divertido final de semana na casa de amigos, no paraíso… Angra dos Reis.

 

OUTUBRO: Conheci a escadaria Selaron e fotografei nos Arcos da Lapa. Dois itens eliminados da lista 101 coisas em 1001 dias.

 

NOVEMBRO: Conheci a “Pequena Finlândia”  Penedo.

 

DEZEMBRO: Fechando com chave de ouro! minha última trilha! há uns 6 meses sem trilhar, decidi encarar essa… Praias Selvagens. Ainda fiquei sem tênis! kkkk! Depois conto como foi! rs…

 

2014 foi ou não foi repleto de aventuras?!?

Que 2015 possamos experimentar algo diferente e desbravar ainda mais esse mundão que Deus nos deu!

Um abraço!

Daniele

Facebook | Twitter | Instagram

O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.
1 pessoa gostou do post.