Parque Temático Walter World – Poços de Caldas

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Genteeeeeeee!

1º dia de 2016 aonde fui parar?!? Em um Parque de Diversões!!!!

E quanto tempo eu não visitava um bom Parque… Acho que desde a minha infância, sério!!!

Brincava muito no Shangai, Tivoly Park… Ai que saudade!!! todos os finais de semana, meus pais me levavam para brincar lá.

Na adolescência o parque top era a Terra Encantada. Que fechou as portas e fiquei chateada por nunca ter ido, mas enfim…

Quem lê esse post pensa “essa menina é a louca dos brinquedos!” mal sabe que eu NUNCA tinha brincado até então na roda gigante, montanha russa, barco pirata. Pelo medo.

Calma, não sou uma aventureira de araque, mas gosto de ter o controle das coisas e das situações. E quando não tenho, sinto um certo receio, um certo temor. (É o caso dos brinquedos!) na minha cabeça era difícil confiar em uma máquina que roda, gira, freia abruptamente…

Mas já era hora da velha barbada, que deseja ir a Disney, se desvencilhar dessas bobeiras.

E posso dizer… fazia tempo que eu não me divertia tantoooo!

Ficamos hospedados no Hotel Plaza, que faz parte da Rede Nacional Inn, juntamente com o Parque Temático Walter World e por conta disso, ganhamos um ingresso pra curtir o dia.

Acho que fica uns 20 minutos do centro de Poços de Caldas, de carro.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Ele é simples, mas é bem legal! sem filas, tumultos… muito bom! Ainda há uma praça de alimentação com referência à comida de alguns países. É para toda família.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

O primeiro brinquedo que decidi encarar foi o “Dragão”, uma espécie de montanha russa. Olhando parece tranquilo. Só parece! Bem rápido!

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

O segundo brinquedo foi o “Free Fall” que lembra o “Cabum.” A diferença é que as cadeiras giram subindo e descendo. Tranquilinho, bom para apreciar a vista.

freefall

O terceiro foi a roda gigante. Porque eu tinha medo? vai entender! tão tranquilo!

20160101_125922

Em seguida, Twister

20160101_131904

Mas o pior, na minha opinião foi o barco pirata! Que sensação horrorosa! Parecia que minha barriga ia se abrir na queda. Esse digo que não irei “NUNCA mais!”

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 Também andamos de Maria Fumaça! o trem percorre por algumas atrações.

12498872_1072251082814578_1012706281_n

IMG-20160102-WA0038

Mais montanha russa!!!

12468043_1072251102814576_1267844660_n

12463769_1072251089481244_1998668939_n

Ainda andamos no bate-bate, visitamos o museu do exército e entramos no simulador espacial.

Há uma área chamada Castelo Encantado, onde as atrações são para crianças de até 90 cm de altura.

Quem se hospeda no Thermas Resort Walter World, tem entrada livre e ilimitada ao parque.

Fiz um vídeo mostrando meus dramas e aventuras por lá! kkkkk!

https://youtu.be/zPgnJBw6aFI

End: Av. Vereador Edmundo Cardillo, 3131,

Poços de Caldas, Minas Gerais.

Tel: (35) 3722-2220

Um beijo e até +!

Daniele

Facebook | Insta Blog | Insta Dani | YouTube | Twitter | Comente!

O que achou do post?

Minhas férias em Ouro Preto (1ª parte)

Para as férias desse ano, Dani e eu, tínhamos planejando ir à Chapada dos Veadeiros, mas como tivemos alguns contratempos, não foi possível, nesse momento, mas em breve darei um jeito de ir.

A Dani, já sabemos, foi para Campos do Jordão (acho chique) e eu fiquei durante algumas semanas pensando: Para onde ir sem planejamento? Deve-se considerar os valores de passagens aéreas, então pensei: vou para algum lugar para onde eu possa ir de ônibus sem que eu precise passar dias dentro dele, então em um dos meu momentos de “iluminação”, resolvi, vou para Minas!

Minha primeira opção foi Diamantina, mas rolou algumas dificuldades na logística, então comecei a pensar nas cidades históricas ( por que será? ;)) e resolvi, Ouro Preto foi minha escolha e foi uma bela escolha!

Escolhido o destino, chegou a hora de decidir onde ficar, quantos dias ficar e quando ir. Não queria ficar menos de 5 dias, e foi o suficiente incluindo o tempo de viagem. Minha opção de estadia era o mais barato dentro dos meus critérios e levando em conta que seria uma viagem solo ( minha 1ª), a melhor opção para conhecer pessoas novas seria ficar em um hostel, e foi o que fiz.  Fiquei no Viva Chico Rei e fui super bem recebida, escolhi bem.

Depois de acertado a data e onde eu ia ficar, comecei a montar o meu roteiro, que por acaso não segui. Afinal, eu estava indo livre de compromissos. Fiz uma lista com alguns lugares que eu realmente queria ir e o resto ia resolvendo na hora.

Então chegou o dia, mas se não tiver uma dificuldade não tem graça. A minha primeira tentativa de ida à Minas foi mal sucedida. Isso porque eu programei o despertador para o dia errado, moral da história, acordei 5h30 e meu ônibus com horário de saída às 7h20 da rodoviária. Levando em consideração que levo mais de uma hora para chegar à Rodoviária eu estava bem atrasada.

Desde a hora que acordei naquele dia tudo deu errado. Tudo mesmo! Vou fazer um resumo. Acordei no susto, me vesti igual a uma louca, resolvi pegar um moto táxi para chegar rápido na estação do BRT, quando cheguei no ponto… o último estava saindo, então resolvi ir andando (ou correndo) na esperança que passasse alguma van, quando ela veio estava lotada e eu ainda levei um tombo quando fiz sinal ( não sei como consegui fazer isso).

Levei uns 15 minutos para chegar na estação e quando estava próximo, vi que um parador tinha acabado de sair, ou seja, tive que ficar alguns minutos esperando o próximo, lá pelas 6h30 cheguei na alvorada e fui atrás de outro ônibus que me levasse para a rodoviária, que só sairia 15 minutos depois. Para encurtar  o relato, quando cheguei na rodoviária, obviamente o ônibus no qual eu deveria estar, já estava bem longe…

Mas ainda tentei ir no mesmo, mas resolvi voltar para casa, afinal, tudo tinha dado errado até aquele momento. Eu não sou uma pessoa supersticiosa, mas achei melhor ouvir o recado e entender que não seria naquele dia. Voltei para casa, remarquei a reserva e depois revalidei as passagens para o outro fim de  semana, e foi o melhor, deu tudo certo.

E lá fui, cheguei em Ouro Preto pela manhã da sexta-feira dia 24/07, o dia estava bem cinzento…

Me localizei e fui  atrás do hostel, e já pelo caminho fui me apaixonando pela cidade, ainda meio dormindo devido a hora, as ruas vazias, os paralelepípedos, a praça Tiradentes…

Cheguei ao hostel e  me instalei, peguei algumas dicas e fui para rua.  O primeiro destino foi a estação de trem de Ouro Preto.

Queria ir a cidade de Mariana na Maria fumaça, mas devido à procura, já havia esgotado para as 10h, o que fiz? Comprei a volta, não importa se é  ida ou  volta o passeio é o mesmo e vale a pena… Com a  passagem comprada fui atrás de um ônibus que me levasse a Mina da Passagem que fica próximo a cidade de Mariana.

São várias as minas naquela região e fiquei bem interessada, na Mina da Passagem entramos cerca de 120m terra adentro em um carrinho meio capenga, mas é bem legal!

Lá percorremos algumas galerias com o acompanhamento de um guia que conta um pouco sobre a história da mina e nos mostra algumas particularidades.

Na saída da propriedade me encaminhei para a cidade de Mariana, onde eu pegaria o trem de volta a Ouro Preto, minha intenção era dar uma volta pela cidade, mas pra variar eu estava meio atrasada, então me encaminhei para a estação, que é super charmosa e peguei o trem que saiu pontualmente as 13h.

O passeio de trem é daqueles passeios que não pode ficar de fora do roteiro… dura cerca de 1h e você passa por paisagens belíssimas, tem até cachoeira, é tudo meio zen… só curtir a paisagem…

Valor da passagem de trem: R$ 20,00

Entrada da Mina da Passagem: R$ 39,99

Vou contar mais sobre minha viagem no próximo post, esse já está muito longo. Eu falo demais!!! Ops! Nesse caso, escrevo demais…

 Carina

Facebook | Instagram | Comente!

1 pessoa gostou do post.