Visitando o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

   Como já contei no último post, estive na região da Chapada dos Veadeiros durante o Carnaval, cheguei no sábado,  dia 25 de Fevereiro e voltei na quarta-feira de cinza. Então tive pouco tempo.

Chegar naquela região não é tarefa das mais fáceis, eu fiquei em Alto Paraíso, a melhor forma é ir até Brasília e de lá seguir de carro ou ônibus até Alto Paraíso. Esse trajeto leva em torno de 3 horas,  então separe um dia para chegar e um dia para voltar, se você tiver sorte, dependendo do seu horário de Chegada em Brasília, talvez ainda consiga conhecer alguma atração. Como a maioria das trilhas fecha as 17 h e eu cheguei por volta de 16 h não consegui fazer nada.

Mas o domingo chegou e levantei bem cedo e parti para São Jorge, onde fica a entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, cheguei às 9 h e pelo que ouvi a entrada fechou às 09 h 30 min. O parque limita a entrada, apenas 450 pessoas por dia podem acessá-lo. Tive sorte, porque acabei me perdendo antes de achar a entrada para São Jorge, mas tudo deu certo.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

Minha dica é chegar antes das 9 h. Tentei visitar o parque novamente e não consegui, antes de 9 h 30 ele já estava fechado.

A ida ao parque vale esse pequeno sacrifício, é sem dúvida o lugar com melhor estrutura da Chapada, as trilhas são bem marcadas e o lugar é bem limpo e cuidado, além de ser gratuito, pelo menos por enquanto.

Dentro do parque existem 4 circuitos de trilhas, são elas: Travessia das sete quedas, Travessia dos Saltos, Trilha dos Cânions e Trilha da Seriema.

A travessia das sete quedas pode levar de 2 a 3 dias e deve ser agendada. A presença de um guia é obrigatória. Para as demais trilhas não é necessário guia ou agendamento.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

As Trilhas dos Saltos e Cânions tem 11 km (ida e volta) e 12 km (ida e volta), respectivamente, já a Trilha das Seriemas, a menor delas tem 800 m (ida e volta).

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

Eu fiz a Trilha dos Cânions eu levei umas 5 horas para ir e voltar, é uma trilha longa, mas é gostosa de fazer, com exceção de alguns trechos com  pedra. A trilha é fácil, o calor é que castiga bastante,  por isso não esqueça de levar muita água e um lanchinho, afinal não vai ter lanchonetes pelo caminho.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

Além da queda do Cânion II, ótimo para tirar umas boas fotos,  você pode ir se refrescar na Cachoeira da Carioca, mas um lugar nas pedras é bem disputado, por isso é bom ir bem cedo para pegar as cachoeiras e trilhas menos cheias, mas de qualquer forma, vale muito a visita ao Parque. Fiquei um pouco frustrada por não ter conseguido fazer a  Trilha dos Saltos, essa vou ter que deixar para próxima visita.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros | Goiás

 É importante saber que a visita ao parque vai tomar pelo menos a metade do dia, a não ser que você resolva fazer a Trilha das Seriemas que é mais curta, eu mesmo não consegui visitar outras atrações no mesmo dia, além da falta de tempo ainda caiu uma boa chuva e não gosto de visitar cachoeiras depois de chuva. Almocei em São Jorge e voltei para Alto Paraíso para descansar porque eu estava morta, afinal ainda tinha uns dias pela frente e precisava repor as energias.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Rodovia GO 239, Km 36 – Vila de São Jorge,

Alto Paraíso de Goiás – GO

Carina

Facebook | Insta Blog | Insta Carina | YouTube | Comente!

O que achou do post?

Circuito Areia que Canta – Brotas | SP

Nascente Areia que canta | Brotas SP

    Ainda em Brotas, decidimos participar do circuito areia que canta. O nome é bem sugestivo e aguça nossa curiosidade… como assim? Areia que canta?!?

Ela canta quando é friccionada com as mãos úmidas.

Aparentemente lembra o Fervedouro no Jalapão. Mas, trata-se de uma nascente com águas límpidas e geladas.

Para entrar na nascente, é necessário o uso de colete para fazer flutuação. Não é permitido pisar na vegetação mais escura, pois ela deixa a água turva.

Nascente Areia que Canta | Brotas - SP

A areia branquinha da nascente é o quartzo e em alguns pontos você se sente afundando, literalmente, uma espécie de areia movediça! dá um nervosinho… confesso! mas é interessante! rs…

Nascente Areia que canta | Brotas - SP

Nascente areia que canta - Brotas | SP

Depois da Areia que canta, fizemos uma pequena trilha para o Rio Tamanduá. Lá era possível banhar-se e receber hidromassagem natural, oriunda da força da corredeira.

Circuito Areia que canta | Brotas -SP

o guia nos informou, que as manchas vermelhas nos troncos das árvores significam que nessa região, o ar é puro.

Mancha vermelha no tronco da árvore significa ar puro | Brotas SP

O circuito é realizado dentro da fazenda de mesmo nome e fica na zona rural de Brotas. Pagamos R$ 60,00 para realizar as atividades.

Hotel Fazenda Areia que Canta | Brotas - SP

Tem vídeo sobre esse passeio!

 

Hotel Fazenda Areia que Canta

Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano, SP 225.

Km 124,5, s/n, Zona Rural de Brotas. SP

Daniele

Facebook | Insta Blog | Insta Dani | YouTube | Twitter | Comente!

1 pessoa gostou do post.