Campos do Jordão em 3 dias (final)

Último dia na cidade, estava com o tempo “curto”, pois não queria voltar para o RJ de noite. Detesto pegar a estrada nesse turno! Acordamos cedo e partimos para o Pico de Itapeva.

Com 2025 metros de altitude, o Pico faz divisa com a cidade de Pindamonhangaba. De lá, é possível ver algumas cidades. A vista é linda!!! mas achei o local abandonado…

Na ida e na volta passamos por um lindo lago. Vale a pena parar e fotografar! e ainda é possível fazer tirolesa.

Em seguida, nossa ideia era visitar o Museu Felícia Leirner, mas… o gps nos levou por um caminho errado. E nessas andanças, encontramos o Jardim Amantikir. Incrivelmente bonito e bem cuidado.

Há algumas recomendações para apreciar o local: Não tocar as plantas, ter cuidado com insetos ao cheirar flores, fotografar em locais seguros.

A entrada custa R$ 30,00 e os jardins são divididos por cores e inspirado em alguns países.

Também fiz um vídeo mostrando este roteiro.

Um abraço!

Daniele

Facebook | Instagram | YouTube | Twitter | Comente!

1 pessoa gostou do post.

Campos do Jordão em 3 dias (Parte 3)

Já perceberam que os poucos dias em Campos do Jordão foram bem intensos!!!

Essa é a 3ª parte da viagem e não termina por aqui!

Nossa rotina: Pela manhã, o dia todo era na rua. Chegávamos no fim da tarde, para relaxar um pouco, tomar banho, trocar de roupa e de noite… rua de novo!

Resumindo… material que não acaba mais!!! E tá bem legal! :D

Continuando do post anterior…

Comi fondue pela primeira vez!!! Não foi uma experiência muito agradável porque a sequência: queijo, carne e chocolate, demorou horrores!!! e o único que realmente estava saboroso, era o de carne. Enfim… a casa se desculpou, mas nunca mais como lá! Custou R$ 49,90 e servia bem duas pessoas, se… o atendimento fosse bom. Claro!

No dia seguinte, o teleférico estava aberto e compramos os ingressos para fazer o passeio até o Morro do elefante. O ingresso custou R$ 12,00.

O mais interessante é que a cadeirinha do teleférico não para pra você sentar. Assim que ela se aproxima, é necessário agilidade! sentar, fechar a trava e curtir o passeio. Pra descer a mesma coisa. O único inconveniente é que, como ficamos sentados alguns minutinhos e com as pernas para o ar. Sentimos uma leve dor ao colocar os pés no chão. Mas não se preocupe, há instrutores na subida e descida, auxiliando todos.

Chegando no Morro, visitamos o Parque dos Elefantes. Onde a entrada é gratuita. Lá encontramos várias esculturas de Elefante, acredito que algumas em tamanho real.

Na entrada, um funcionário do parque lhe fotografa em uma gruta e na saída é oferecido um chaveiro com essa foto. Não é obrigado comprar. Mas a ideia é ótima! Eu comprei dois chaveiros! No dia, um custava R$ 10,00 e dois R$ 15,00.

Depois da visita ao parque, curtimos do alto, o visual dessa linda cidade. :D

O vídeo ainda está mais completo que esse post! E ainda tem visita à Chocolateria Bruno Alves.

No último post dessa série… Pico de Itapeva.

Até lá!

Daniele

Facebook | Instagram | YouTube | Twitter | Comente!

1 pessoa gostou do post.