Complexo da Zilda – Carrancas | MG

Complexo da Zilda -Carrancas - MG (2)

O Complexo da Zilda fica bem afastado do Centro de Carrancas e mais uma vez, é preciso enfrentar uma estrada de terra batida e com pouca sinalização.

Assim que chegamos, nos dirigimos até o escorregador da Zilda. Para acessar o local é preciso pagar uma taxa de R$ 5,00. Há também um espaço para camping. Achei o local um pouco abandonado. Havia fezes de animais por todo o percurso e devido à copa das árvores, o sol não penetrava na piscina natural.

Complexo da Zilda - Carrancas (3)

Depois seguimos para o Sítio Arqueológico Lapa da Zilda. Já era quase horário de almoço e não havia nenhum restaurante no local, o que desanimou passar o dia no local.

Complexo da Zilda -Carrancas - MG (1)

Complexo da Zilda - Carrancas (2)

Depois de apreciar as pinturas, conhecemos a Cachoeira dos Índios, bem legal para um banho!

Complexo da Zilda - Carrancas (1)

Ficamos um tempinho na Cachoeira e decidimos ir embora.  O passeio mais legal é a Racha da Zilda, que só é possível fazer com guias e custa R$ 25,00. É uma trilha com auxílio de cordas, passando por canyons dentro d’água. Infelizmente, por falta de informação não realizamos o passeio.

Complexo da Zilda -Carrancas - MG (3)

Tem vídeo sobre o Complexo da Zilda

Daniele

Facebook | Insta Blog | Insta Dani | YouTube | Twitter | Comente!

O que achou do post?

A Terra das Cachoeiras – Carrancas | MG

Carrancas (7)

      Chegar em Carrancas não foi uma das tarefas mais fáceis. Mas já digo que vale a pena o esforço! Fui de carro com uma amiga. Do Rio de Janeiro para Carrancas, levamos aproximadamente  7h00. Não pegamos o caminho principal: Barbacena/Itutinga, mas sim o caminho que o Google Maps julgou mais rápido, que foi por São Vicente de Minas. E o acesso é bem assustador!  A primeira impressão é que você está invadindo uma propriedade com estrada de terra e para piorar a situação, já estava anoitecendo.

No meio da estrada você encontra a placa sinalizando

Acesso a Carrancas por São Vicente de Minas

E para nossa surpresa, a estrada no meio do nada e toda de terra…

Acesso Carrancas via São Vicente de Minas

Após o susto, fizemos o retorno e paramos em um bar, para saber se realmente a estrada de terra conduzia ao nosso destino, que logo em seguida, confirmamos. Realizamos o percurso no escuro e por aproximadamente 1h00. Mesmo de terra batida, a estrada era boa.

Carrancas (4)

Privilégio…

Estrada para Carrancas

Chegamos bem tarde! ficamos hospedados na Pousada Luz do Sol

Pousada em Carrancas (3)

Pousada em Carrancas (2)

Pousada em Carrancas (1)

No dia seguinte fomos conhecer as famosas cachoeiras

Carrancas (6)

Primeira parada: Complexo Vargem Grande

Carrancas (5)

Tudo por estrada de terra…

Carrancas (8)

Carrancas (10)

A entrada no complexo é gratuita! mas não esqueça de conservar esse paraíso, trazendo seu lixo de volta!

Carrancas (9)

Neste complexo encontramos várias quedas d’água

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (1)

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (3)

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (4)

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (5)

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (7)

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (8)

A cachoeira mais famosa é a da Esmeralda

Complexo Vargem Grande - Carrancas  MG (9)

Cachoeira da Esmeralda

Cachoeira da Esmeralda - Carrancas | MG

Após, a próxima parada foi no Complexo da Fumaça, onde só conhecemos a queda d’água principal. A cachoeira da fumaça está imprópria ao banho, devido contaminação e ao grande número de afogamentos.

Cachoeira da Fumaça - Carrancas  MG

Dentro do complexo há outras cachoeiras, como a véu da noiva, que não acessamos. Lembrando que os complexos são distantes do Centro de Carrancas. Se você estiver sem carro, a única forma de chegar, será contratando passeios.

Tem vídeo mostrando os dois complexos!

Mais aventura no próximo post!

Daniele

Facebook | Insta Blog | Insta Dani | YouTube | Twitter | Comente!

O que achou do post?