Trilha do Morro da Urca

Trilha Morro da Urca | RJFinalmente fiz a trilha do Morro da Urca!!! Fiquei acompanhando o tempo e quando vi que a previsão era boa, tratei de reunir alguns amigos e partir para a aventura!

Acordei 6 da manhã!!! Se pretende ir de carro, prepare-se para acordar cedo também! as vagas de estacionamento esgotam-se facilmente antes das 8h30. A Urca é um bairro muito pequeno e repleto de atrativos!

Nós ficamos em um engarrafamento no final da Barra da Tijuca e adivinha o que era? a pista de subida para o elevado do Joá estava recebendo um evento… Corrida de rua.

Corrida de rua | Barra da Tijuca - RJ

Ah o Rio de Janeiro… inspira saúde!

Túnel do Joá | Barra da Tijuca - RJ

E eu? testei meu novo brinquedinho!!! GoPro Hero 3+ Black edition, curtindo a vista da Cidade Maravilhosa.

Zona Sul do RJ

Zona Sul do RJ

Chegando na Urca, conseguimos estacionar o carro em rua próxima da mureta.

Mureta da Urca - RJ

E o passeio começa por aqui! Pista Cláudio Coutinho.

Pista Cláudio Coutinho | Morro da Urca - RJ

Companheiros desta aventura: Ricardo, Carina e Paulo.

Trilha Morro da Urca | RJ

Trilha Morro da Urca

Para fazer essa caminhada, o ideal é que o tempo esteja claro, sem nuvens e preferencialmente, sem histórico de chuva nos dias que antecedem ao passeio. Isso porque o terreno fica úmido e escorregadio. Minha amiga e também colaboradora do blog, Carina, escorregou algumas vezes na descida da trilha. E por sorte não se feriu com gravidade.

Por mais fácil que seja, é necessário cautela e muita atenção. Por essa e outras razões, a necessidade de realizar esse tipo de atividade em grupo, com no mínimo 4 pessoas. E não podemos esquecer também do Guia. Importantíssimo!

Excepcionalmente esta, realizamos sem um Guia. Pois como o trajeto leva a uma atração turística, o fluxo de pessoas, de várias idades e principalmente no final de semana, é grande! Mas para quem vai trilhar pela primeira vez, pode confundir-se no último trecho da caminhada, onde há uma pedra obstruindo o caminho. Eu que já fiz diversas trilhas, desde nível leve a pesado, passei direto. Mas logo retornei. Ou seja, poderia continuar andando, mas sabe lá Deus aonde aquele caminho chegaria. Então, cuidado!

A trilha é leve, mesmo com  subida íngreme. Respeite seus limites, obedeça seu ritmo e divirta-se! A recompensa é o lindo visual do alto do Morro e fotos maravilhosas!

Morro da Urca

Morro da Urca | RJ

    Até a próxima aventura!

Daniele

Facebook | Insta BlogInsta Dani | YouTube | Twitter | Comente!

2 pessoas gostaram do post.

Descobrindo o Rio de Janeiro

Para se aventurar você não precisa ir muito longe…

No último fim de semana eu e minha parça Dani, resolvemos nos embrenhar no mato, fomos fazer a trilha que leva à 3 belas e desertas praias na zona oeste do Rio de Janeiro, as chamadas Praias Selvagens. A Dani já havia feito esse passeio e me indicou, e eu adorei!

 

Fomos com o grupo Trilhas do Rio de Janeiro, que nos possibilitou tomar esse caminho com segurança e bom humor. É sempre bom lembrar que segurança nunca é demais. Então, se você curte trilhas sempre esteja acompanhado de guias experientes, e não tente dar uma de Tarzan, afinal o objetivo é se divertir, mas sempre de forma segura.

Mas voltando as praias, são elas: Praia do Inferno, Praia Funda e Praia do Meio.

Na primeira delas você encontrará pedras que serão ótimas para compor o álbum de fotos, nessa já dá para curtir o mar que não foi o meu caso, pois a fome era tanta que quando terminei de saborear meu lanche o grupo já estava pronto para prosseguir.

Praia do Inferno

 

Na Praia Funda não fizemos parada, desconfio que o profundidade do mar naquela praia seja o motivo, mas mesmo assim, o visual já é incrível!

Praia Funda

 

E por último a Praia do Meio, onde dá para aproveitar um belo banho de mar, com toda privacidade que uma praia “quase deserta” pode proporcionar. Daí em diante iniciamos nossa volta.

Praia do Meio

 

A trilha das Praias Selvagens é classificada como moderada, mas não é necessário ser nenhum atleta para fazê-la, se eu consegui fazer…

A dificuldade reside no fato de ser subida. A ida é mais curta, leva em torno de 20 minutos, variando de acordo com o ritmo de cada um, os nossos guias fizeram uma parada na ida de alguns minutos para nos recompormos e hidratarmos, e assim a ida se torna mais fácil.

A volta me pareceu mais pesada, principalmente por que é mais longa, logo, subida é bem mais puxada, mais uma vez os experientes guias conseguiram administrar esse quesito.

Mas o que realmente representa um obstáculo são os insetos, por isso NÃO DEIXE DE APLICAR E REAPLICAR O REPELENTE, eu esqueci na volta e carrego no corpo as marcas desse erro.

Brincadeira à parte…

É sério! não esqueça o repelente e o protetor solar, mesmo que durante o percurso na mata não fiquemos expostos diretamente ao sol é importante o uso.

Não custa lembrar de usar roupas frescas, levar bastante água, lanches leves e utilizar calçados adequados para trilha, e daí é só partir para o abraço.

O Rio de Janeiro é lugar belíssimo e cheio de surpresas, lugares que estão apenas esperando para serem descobertos por nós. As praias selvagens são um ótimo exemplo disso e apenas mais um! porque o que não falta aqui, são aventuras para serem vividas!

Abraço e até a próxima!

Carina

Facebook | Instagram | Comente!

O que achou do post?