• Passeios

    Primeira viagem após a quarentena – Itaipava | RJ

    Seis meses após o início da quarentena, com a flexibilização do comércio e o retorno ao trabalho, me senti segura para realizar a minha primeira viagem durante a pandemia. Seguindo as recomendações da OMS: utilizando máscaras, fazendo a assepsia das mãos, seja com água, sabão ou com álcool em gel e o primordial na minha opinião, fazendo o distanciamento social. Nessa premissa, escolhemos a região serrana do rio e realizamos a viagem de carro. Viajar pelos arredores, com veículo próprio ou alugado, é a nova tendência no setor do turismo. Além da autonomia, o trajeto para o destino, é realizado sem aglomeração. Conhecia Itaipava só de passagem… É um dos…

  • Passeios

    Feriadão em Penedo – RJ

    Chegamos na Pequena Finlândia embaixo de muita água… Você sabe porque Penedo é chamada de Pequena Finlândia? Porque é a principal colônia Finlandesa do Brasil. Chegaram por aqui em 1929. Na época, Penedo fazia parte do distrito de Resende, atualmente Itatiaia. Ficamos hospedados em um chalé no Hotel da Cachoeira, à poucos minutos de carro do centrinho. O Chalé tem vista para o jardim e piscina. Além de possuir uma área de jogos, quadra e até acesso à cachoeira nos fundos. Não à toa o nome, Hotel da Cachoeira. Eu achei isso o máximo! e fiquei com muita vontade de retornar no verão. Quando a chuva deu uma trégua, fomos…

  • Passeios

    Uma voltinha pelo bairro que nasci – Santa Teresa | RJ

    Santa Teresa é um dos bairros mais boêmios do Rio de Janeiro, está localizado no alto da serra, entre o Centro do Rio e a Zona Sul. Eu nasci na Casa de Saúde São João de Deus, atualmente Samoc. Ela fica em uma das vias principais do bairro, a Almirante Alexandrino. Eu tenho um orgulho danado de ter nascido onde pessoas ilustres como: Carmem Miranda, Bibi Ferreira, Pixinguinha e Djanira viveram. Pela segunda vez visitei Santa Teresa, as duas vezes de bondinho. Mas você pode chegar lá de ônibus, táxi ou carro. Atualmente os bondinhos levam até 32 pessoas sentadas. Antigamente havia superlotação e falta de manutenção, o que ocasionou…

  • Viagens

    Carnaval em Aracaju – SE

    Conhecer Aracaju foi uma daquelas agradáveis surpresas! Geralmente começo a planejar a viagem com 2, 3 meses de antecedência, o que não ocorreu desta vez. Em janeiro, meu cachorro começou a ter complicações decorrentes da síndrome da cauda equina, descoberta em dezembro e eu não tinha tempo para nada e não pensava em nada, há não ser cuidar dele para pleno restabelecimento. Investi tudo o que pude e infelizmente no final de janeiro ele faleceu. Passado o momento de luto e as mídias divulgando a chegada do Carnaval, bateu o sentimento de fugir do Rio. Odeio a sensação de que está todo mundo viajando, se divertindo, menos eu! Vocês também…